Município de Palmeira

PALMEIRA_SÍMBOLO

Tear: Uma prática antiga mas que pode gerar um fonte de renda

Sendo uma atividade do século XVI no Brasil, a tecelagem manual   não é apenas uma profissão, pode também ser uma atividade de lazer e inclusive terapêutica. Fornecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) em parceria com o Sindicato Rural de Otacílio Costa e prefeitura de Palmeira, o curso de “Artesanato em Tear” foi ministrado durante o período quatro dias pela consultora do SENAR, Aliti Matto. 

O curso iniciou na última quinta-feira (9), e encerrou nesta terça-feira (13), com a participação de 10 alunas. Segundo a responsável pela Casa do Agricultor, Gislaine Farias, o curso é gratuito e oferece certificação. “ O tear é praticado com fins comerciais, é uma atividade de baixo investimento, precisando apenas de um tear. São 32 horas totais de curso. O que produzimos aqui será dividido: metade ficará para as que participaram e outra metade ficará em exposição no festival de carnes, também aceitamos encomendas”, comenta. 

Disponibilizado pelo Senar, Sindicato Rural de Otacílio Costa e Bella Janela cortinas e tecidos, o material utilizado para a tecelagem resultou em tapetes,  xales, mantas, cortinas, colchas, jogos americanos, entre outros.  

Juliane Rodrigues de Souza, de Otacilio Costa, é umas das alunas do curso, para ela é motivo de satisfação aprender . “To encantada! Tinha visto só na TV as pessoas tecendo.  E realmente é uma atividade terapêutica. É bom estar aqui, aprender e confraternizar. Certamente pretendo participar dos próximos cursos que virão”, cita. 

Conforme a programação o próximo curso será em julho. “ O próximo curso disponibilizado  será de tricô e crochê. Quem quiser participar é só entrar em contato comigo (49) 98831-6041”, conclui Gislaine. 

 

Conheça mais de nossa cidade

plugins premium WordPress