Palmeira inicia construção de nova ponte em Rancho de Tábuas

A nova ponte, com a elevação da Estrada Geral, acabará com um problema histórico para a comunidade local

Acabar com o isolamento da comunidade que reside na localidade de Rancho de Tábuas, na divisa entre os municípios de Palmeira e Lages, em períodos de chuva, proporcionando mais segurança na ligação entre os dois municípios. É com este objetivo que a prefeitura de Palmeira está iniciando, a partir da segunda, 29, as operações de concretagem de uma nova ponte que será instalada sobre o Rio Felipe, que faz a divisa entre as cidades.

Atualmente, uma ponte de madeira liga as duas cidades e, em épocas de chuva, a elevação do nível do Rio Canoas reflete no Rio Felipe, que provoca alagamento do local, muitas vezes por semanas, causando isolando daquela comunidade.

Para acabar com isso, a exemplo do que já foi executado em outras localidades do interior de Palmeira, a prefeita Fernanda Cordova buscou recursos para instalação de uma ponte de concreto e para elevar a Estrada Geral. As adequações vão oferecer mais segurança e conforto aos usuários, além de acabar definitivamente com o isolamento.

“Sabemos o quantas vezes as pessoas precisam daquela ligação e, em épocas de chuva forte, ficam impedidas devido às enchentes, frequentes naquela região, por ser um local onde o nível da estrada é baixo. Agora resolveremos essa demanda para tirar aquela comunidade do isolamento”, explicou a prefeita Fernanda Cordova.

Período de interdição pode chegar a 70 dias. Tráfego será redirecionado para a localidade de Cerro Alto

A instalação da nova ponte requer a concretagem da nova cabeceira, que exige períodos longos de secagem até a colocação das novas estruturas. Conforme a equipe técnica de engenharia do município, o processo pode chegar a 70 dias, dependendo das condições do clima.

“Essas instalações, principalmente pela umidade do local, exigem longos períodos de secagem, e se chover pode aumentar esse tempo de secagem. Por isso trabalhamos com tempo suficiente para que tudo seja feito com segurança para todos”, explica Heitor Bosso, engenheiro da prefeitura.

Durante este período de interdição, quando também será realizada a elevação da Estrada Geral, o tráfego local será redirecionado para a localidade de Cerro Alto. Após análises e vistorias realizadas no local, a equipe de engenharia determinou que a construção de um desvio, apesar de possível, não ofereceria condições mínimas de segurança para os usuários, razão pela qual foi feita a opção pela interdição local da estrada.

“Sabemos que é um transtorno, mas esse será o último transtorno que as famílias daquela localidade vão passar, pois depois que a ponte for liberada para o tráfego, nossa expectativa é que a comunidade não sofra mais com esse problema dos alagamentos. Contamos com a paciência e compreensão de todos, pois é um desconforto momentâneo para uma melhoria que será definitiva”, explica a prefeita Fernanda Cordova.

Conheça mais de nossa cidade

plugins premium WordPress